[POA] Okupa Figueira: Vivenciar a anarquia e auto-gestão, mobilizar alternativas à normatividade

Retirado de ContraInfo

figueira-1-e1471932934326

As raízes que quebram o concreto de um bairro no meio de uma civilização. Resistente, sensível. Uma árvore que vive há 150 anos observando os cursos de vidas que passaram por ela, cada mudança da sociedade em que vive. A figueira agora, habita um espaço que, sem pedir alguma autorização, abre caminhos para o surgimento de uma vida que respeita a inquietação de nossos corpos e mentes, que fomenta ideias e que resiste em meio a uma cidade hostil e fria que é Porto Alegre, em um país hostil e frio que denominaram Brasil. Nós escolhemos não esperar mais para colocar em prática ideias que nos atormentavam enquanto sobrevivíamos isolades na vida cotidiana. Sabemos que resistir à uma sociedade machista, patriarcal, hetero-normativa, racista e classista é viver em guerra. Viver em guerra em um mundo dominado por homens, que tentam sufocar e silenciar todos os dias nossas vivências. Optamos por não sermos subjugades. Não sermos submisses. Nem ao estado, nem aos homens, nem ao capitalismo. Construímos então, uma barricada. Um refúgio em meio ao concreto cinza. Um lugar de experiências e processos, vivenciando a anarkia e a auto-gestão, mobilizando possibilidades de alternativas à normatividade.
Resistimos.

Essa carta é dirigida à todas as mulheres, cis e trans, homens trans, bixa, monstra, sapatão, que queiram se juntar ao espaço e construi-lo com o que puderem, seja uma troka de ideia, uma oficina, uma atividade, ou até mesmo uma visita.

A figueira é um espaço exclusivo, no qual não entram homens cis.

figueira.squat.net

Posted in Guerra Social, OKUPAS, Porto Alegre | Leave a comment

[Alemanha] Nove carros incendiados em Mulheim

Retirado de ContraInfo:

9-carros-incendiados-e1471918549680

Às primeiras horas do dia 14 de Fevereiro de 2016 deitamos fogo ao cemitério-urbano de Mulheim An Der Ruhr, queimando nove carros – mediante a colocação de dispositivos incendiários artesanais nas suas rodas. Para nós todos os carros são igualmente máquinas tóxicas e repulsivas do sistema industrial-tecnológico e foi assim que acabaram por ser queimados indiscriminadamente – optamos por não definirmos os objectivos numa base limitativa, baseados numa definição abstracta de carros de “luxo”.

Este ataque é um ato de vingança por todxs xs compas não-humanxs esmagadxs nos caminhos do “progresso” humano, tal como por aquelxs cujos lugares e vidas são todos os dias destruídos em nome da produção de carros – produção essa destinada a um prazenteiro e ardiloso funcionamento da sociedade é à acumulação de poder nas mãos das corporações – destruindo os nossos lugares de vida, o meio natural.

Escolhemos para agir o dia anterior à data fixada inicialmente para o julgamento pela intenção de fuga da Conspiração de Células de Fogo (Núcleo de Membrxs Presxs) – para estarmos junto a elxs, até que todas as prisões sejam só cinzas e ruínas e todxs xs compas humanxs e não-humanxs sejam livres.

Enviamos também as nossas saudações, amor e raiva a Mónica Caballero e a Francisco Solar acusadxs de bombardeio de duas igrejas em Espanha e cujo julgamento está marcado para 8, 9, e 10 de Março.

Este é um gesto de cumplicidade na guerra de libertação total.

Avancemos com a rejeição violenta da civilização e seus valores.

Até que todos sejamos livres!

Wildfire Cell (Célula Fogo Selvagem) – FLA/FLT/FAI

Posted in Alemanha, CCF, Francisco Solar, Guerra Social, Monica Caballero, presxs, Solidariedade | Leave a comment

[Bristol, Reino Unido] Vandalismo solidário em vista da semana de ação internacional pelxs companheirxs encapsuladxs

Retirado de Contra-Info

Às primeiras horas de 6 de Agosto na zona de Easton, na estação de serviço (Gordano Services), enquanto os motoristas de caminhão estavam inativos nas suas cabinas de condução, 10 a 15 carros de quatro carros-transportadores foram pintados com spray, causando às suas gananciosas empresas que destroem a terra uma perda de tempo e de dinheiro infinitamente maior do que gastamos cometendo este crime oportunista.

Solidariedade a todxs xs companheirxs presxs e aquelxs que se encontram em fuga. Rumo à semana internacional de solidariedade com xs presxs anarquistas – de 23 a 30 Agosto.

Vândalos eco-anarquistas – FAI / FRI

Posted in Guerra Social, presxs, Semana de agitação pelxs anarquistas presxs, Solidariedade | Leave a comment

Surgimento do Blog: “ANARQUIA PRIMITIVA” – DAS ORIGENS AO COLAPSO DA CIVILIZAÇÃO

Recebido ao email:

cropped-Cabeçalho-Blog

Blog de orientação anarquista verde/anarcoprimitivista, dedicado à difusão do pensamento anarquista anticivilização. Anarquia Primitiva é uma iniciativa que visa contribuir para o aprofundamento e a radicalização do debate sobre a natureza da civilização – suas origens, desenvolvimento e colapso -, não só dentro do movimento anticivilização, mas junto ao movimento anarquista e o movimento ecológico radical como um todo, através da publicação de traduções e textos autorais, com foco na crítica à civilização. Tem como proposta ser um espaço antiautoritário aberto, que promova o diálogo e a controvérsia filosófica, a fim de que, com a contribuição crítica de seus interlocutores, mantenha-se viva e propague-se a chama insurrecionária do pensamento ecológico radical e da resistência contraa civilização.

Blog: anarquiaprimitiva.noblogs.org [1]

E-mail: anarquiaprimitiva@riseup.net [2]

Posted in anti-civilização, Guerra Social, Luta pela Terra | Leave a comment

[POA-Biblioteca Kaos] Semana de agitação pelxs anarquistas presxs. Atividade 27 de agosto

Recebido no email:

ATIVIDADE-SEMANA-Agitação-1

Porque tudo continua…  A atividade pela semana de agitação pelxs anarquistas presxs esta vez será em outro espaço…
Convidamos a todxs a nos encontrar de novo!

Troca de ideias sobre a reivindicação anarquista diante da prisão:
Faz 89 anos Sacco e Vanzetti foram assassinados por serem anarquistas e reivindicar isso com teimosia… hoje varixs compas presxs não escondem nem suavizam sua posição anarquista, mas reivindicam-na da mesma forma.
Ninguém quer estar presx e é doloroso ter umx compa sequestradx pelo estado, mas diante da repressão não tudo vale. Lembrando que cada ação e palavra vai ser significativa no momento de enfrentar uma repressão, é importante estar preparadxs ou pelo menos pensar e pôr em conflito nossas dúvidas sobre como reagir e como assumir nossa anarquia no momento de ser acusadxs por ela.

Apresentação do livro:
Vigência da memória e solidariedade anarquista: das jornadas dos anos 20 à agitação permanente pelos/as anarquistas sequestrados/as hoje.

Escrita e tradução de cartas:
Para xs compas da CCF na Grecia, Tato no Chile e Fernando Barcenas no Mèxico. A escrita pode ser a qualquer compa sequestradx, porem estaremos apresentando brevemente estes três casos.

Feira de material anarquista.

A atividade acontecerá na Ocupação Pandorga: Vila Cabo Rocha (Rua Professor Freitas e Castro, 191 – Bairro Azenha) 16 horas, Sábado 27 de agosto de 2016

(as atividades são livres de álcool e fumo)

Com espaço, sem espaço… seguimos incomodando.

Biblioteca Kaos

Posted in Eventos, Guerra Social, Porto Alegre, presxs, Solidariedade | Leave a comment

[Grécia]- Novo pacote bomba contra juiz

O post foi elaborado pelo coletivo Sin Banderas Ni Fronteras a partir das informações da imprensa grega e trazudido ao português por Cumplicidade.

de acordo com noticias da mídia grega, no último 28 de julho a polícia informou sobre um novo envio de um pacote bomba a uma juiz do Estado, neste caso contra o bastardo P. Houzouris, quem recebeu em sua casa um pacote explosivo que também contia pregos navalhas de barbear.

Ao encontrar pacote suspeito que simulava ser um livro, o juiz notificou a polícia, assim um esquadrão anti-explosivos foi acionado para detonar o artefato.

Segundo a polícia, pacote bomba semelhante com o que foi enviado a juíza Isidora Ponga no mês de junho,  quem presidiu o concelho judicial que negou em 2015 uma solicitação de liberdade de Evi Statiri (companheira amorosa de Gerasimos Tskalo, companheiro da Conspiração das Células de Fogo).

A imprensa e a polícia grega mais uma vez tentou vincular estes atos axs companheirxs da conspiração da Células de Fogo, apontando uma vez mais o companheiro Christos Tskalos  se referiu em um comunicado a um juíz importante que o juíz atacado e que está presidindo.

O comunicado em questão foi publicado em grego no fim do mês de junho, aonde o companheirx efetivamente faz referencia ao julgamento que atualmente levava o juíz que recebeu o pacote bomba (julgamento conhecido como “Noor 1”, chamado assim pelo nome do barco em que se encontrou um carregamento de heroína). O companheiro Christos, junto a pontar aos inquisidores e os juizes, expressou em dito comunicado: “Em virtude da arrogância dos juízes e a autoridade que desfrutam como pequenos deuses no trono de seus escritórios, isso deve ser usado na estrategia da guerrilha urbana anarquista”.

Com esta citação a polícia e a imprensa grega vinculam o companheirx com este novo ataque, porém até o momento nenhum grupo assumiu o envio dos pacotes destinados a ferir diretamente a juízes do Estado grego.

Posted in grecia, Guerra Social, presxs, Solidariedade | Leave a comment

Cartaza pela SEMANA INTERNACIONAL PELOS PRESOS ANARQUISTAS, DE 23 A 30 AGOSTO DE 2016

sol-int-e1471403415648

A semana internacional de solidariedade é uma chamada a solidariedade com xs presxs anarquistas sequestradxs pelos estados em tantos lugares do mundo e que não se dobram perante o cativeiro imposto.

Que se iluminem as noites tranquilas e que a solidariedade com xs companheirxs se torne práxis, atacando, sabotando, destruindo ou incendiando tudo aquilo que nos controla, que nos amansa e que nos torna subditxs ou que pretende que sejamos meros espectadores de um presente de miséria.

Porque perante o cautiveiro dxs rebeldes não há lugar para a resignação mas sim o desejo inquebrantável de ver este mundo arder…

Posted in Guerra Social, presxs, Sacco e Vanzetti, Solidariedade | Leave a comment

[Porto, Portugal] Saíu o nº 0 de “Erva Rebelde”, uma nova publicação de índole anarquista

Retirado de ContraInfo:

IMGErva-Rebelde_0003-e1471069602118

m a n i f e s t o GER(A)
grupo erva rebelde

Esta sociedade não satisfaz.
Usa-nos como cobaias na experiência incessante de um poder que testa em nós cada nova fuga em frente.
Mas a máscara das garantias e direitos cai e revela a cupidez do dinheiro, que contribui com os capatazes de que necessita para a rapina dos e aos Estados, sendo o pós-desastre terreno fértil para a instituição de novos totalitarismos e hierarquias.
A vacuidade toma conta de tudo.
Sabemos que o poder encontra sempre novas metamorfoses em que se apresenta como o salvador dos desastres que cria.
Contudo, os mitos do progresso, do desenvolvimento, da eficiência, não podem levar senão ao fracasso, como o demonstrou, por exemplo, o fim da experiência ‘soviética’ e as convulsões generalizadas que atravessam o capitalismo, desde os EUA à China.
Porém, onde se encontrou a crítica com a acção estão os que nos antecederam e os que nos acompanham com esse sentido crítico em busca daquilo a que aspiramos.
É valioso o nosso legado, difuso e amplo, e nós estamos também disponíveis para o fortalecer, no confronto atento e aberto.
Por isso estamos contra a imposição de um modelo civilizacional tido por superior, mas na verdade embrutecedor e colonialista, que faz tábua rasa da cultura e organização social de muitos povos;
contra o endoutrinamento sistemático do nosso pensamento e da nossa energia;
contra a normalização mediática, massificadora, a tecnologia ao serviço do império, seja nuclear, genética, digital, vertiginosa;
contra a resignação em vista da recompensa num longínquo amanhã, seja ele místico ou político.
Não queremos ser peões nesta fazenda, a trabalhar por comida e um cartão de plástico para uso no botequim do fazendeiro. E não nos supomos livres por poder sair de uma fazenda e ceder a nossa força a outra em tudo idêntica.
Antes procuramos formas de trazer esta falência à consciência colectiva. Queremos actuar sobre ela para construir uma sociedade antiautoritária, assente na liberdade, solidariedade, autogestão e acracia.
Queremos agir para limpar o pó que nos soterra.
Procuramos acções onde a fruição se conjugue com a demolição do existente, afirmando a construção de outra vida, como uma erva daninha que cresce irreverente, necessariamente à margem desta loucura colectiva. Só assim poderemos evitar ir na corrente.
Não nos revemos reféns de um passado, não trazemos prontas soluções, nem esperamos no futuro líderes, santos ou salvadores que nos baste seguir.
Somos anarquistas!

número zero. Porto. Maio de 2016. 38 Páginas.
contactos: ervarebelde@riseup.net
Posted in Portugal, Publicações | Leave a comment