[MÉXICO] VÍDEO E FOTOS: EM MEMÓRIA DE SALVADOR OLMOS, ASSASSINADO PELA POLÍCIA EM OAXACA

Recebido no email:

 

chava0

Por _SUBVERSIONES / TERRACERÍA AUDIOVISUAL_

Na madrugada de 26 DE JUNHO o companheiro anarcopunk Salvador Olmos
“Chava” respondeu a um chamado para resguardar a rádio comunitária
“Tu’un Ñuu Savi” da qual era colaborador, e que se encontrava em
alerta em razão de uma possível agressão. Nessa mesma madrugada o
companheiro foi detido, torturado e assassinado pela polícia municipal de
Huajuapan de León, em Oaxaca.

A caminho da rádio “Chava” ainda fez uma pichação que dizia
“queremos obras públicas, não remodelações de fachada” nos muros do
recém construído “Hemiciclo a Juaréz”.

Minutos depois Salvador foi detido pela patrulha 004 da polícia municipal.
Depois da detenção, Salvador não foi apresentado ante o Ministério
Público ou qualquer outra autoridade municipal. Seu corpo foi encontrado
sem vida e com claros indícios de tortura por volta das 04h40 da manhã,
na região de Las Huertas.

Salvador Olmos “Chava” foi promotor e pioneiro do movimento anarcopunk
em Huajuapan, colaborador da rádio comunitária e sempre se mostrou
solidário com os diferentes movimentos sociais e culturais, organizando
atividades autogestionárias, debates, conversas libertárias e oficinas.

Desde o momento que o projeto do “Hemiciclo a Juaréz” foi divulgado e
iniciado, “Chava” manifestou seu desacordo em razão da quantidade de
irregularidades que apresentava a obra, assim como o gasto público de
maneira geral.

Até o momento as autoridades municipais não avançaram em esclarecer o
assassinato. Os familiares seguem esperando que se faça justiça nesse
caso. O assassinato do companheiro nas mãos da polícia se soma à larga
história de abuso de autoridade e impunidade no estado de Oaxaca e em todo
o país.

Ante tais fatos, dezenas de pessoas convocadas pelo Bloco Libertário de
Huajuapan realizaram um ato em memória de “Chava”. Depois de marchar
pelas ruas da cidade, chegaram ao citado “Hemiciclo” onde Salvador
realizou a pichação que desencadeou sua detenção e posterior
assassinato, local no qual realizaram alguns grafites e acenderam
barricadas em memória de Salvador.

Video: https://www.youtube.com/watch?v=wX7EsRXNx5g

Fonte, mais fotos: http://subversiones.org/archivos/124366

This entry was posted in Guerra Social, Memoria Combativa, Mexico. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *