[Chile] Comunicado da família Vergara Toledo sobre a condenação de Tamara Sol

asolibre

Na sexta-feira, 30 de janeiro de 2015, o 4º. Tribunal Oral no Penal declarou culpada a nossa filha e neta Tamara Sol Farías Vergara, pelo delito de homicídio qualificado na qualidade de frustrado, em uma decisão que, como família, rechaçamos. Este fato constitui uma vez mais a evidência de que a justiça no Chile está feita na medida dos ricos e dos poderosos. Ainda no terreno da lógica do direito penal, os juízes atuaram contrariamente ao que suas próprias regras estabelecem. O tribunal integrado por José Flores Ramírez, Jenny Morales Espinoza e María Tapia Araya, desconheceu e ignorou as provas apresentadas a favor de Tamara Sol, que dão conta de que sua ação não foi premeditada. Pelo contrário, favoreceram o trabalho medíocre e tendencioso da promotora encarregada da investigação, Ninoska Mosnish. Em definitivo, foi a vontade pessoal de três juízes o que determinou a existência de uma suposta premeditação na ação de Tamara, pese às contundentes provas da defesa que demostraram o contrário. A condenação de Tamara Sol demonstra que os juízes deste país não medem com a mesma régua a ricos e pobres. Para com o filho de um acaudalado político o pronunciamento da justiça foi condescendente. Da mesma forma para um influente sacerdote que abusou largamente contra menores de idade. Condescendente tem sido ao longo da história com os criminosos da ditadura de Pinochet, alguns dos quais tem ocupado cargos públicos. Condescendente com os funcionários de Estado que assassinam impunemente a estudantes, a jovens populares, a trabalhadores e mapuches no sul. Condescendente, cega e surda frente aos delitos de colarinho branco e gravata que diariamente prejudicam a centenas e milhares de chilenas e chilenos. Cega e surda ante o assassinato de 81 seres humanos no cárcere de San Miguel, cujos responsáveis de sua morte gozam da mais absoluta impunidade. Como família lutamos por mais de 20 anos buscando justiça para nossos filhos e irmãos, Eduardo e Rafael Vergara Toledo, assassinados covardemente por policiais. Então, a justiça também se pois de lado dos algozes e desconheceu, como agora, a voz de defesa de nossa família. Para nós, a condenação da nossa Tamara Sol é claramente um juízo político. É a evidência mais clara da revanche política, é o castigo contra a dissidência. É a advertência que os poderosos impõem diariamente aos mais pobres do Chile. Apesar da raiva e da impotência que nos subjuga frente a este fato, não descansaremos. Seguiremos como sempre lutando pela justiça e a dignidade para os mais sensíveis desta terra.

Tamara Sol Farías Vergara à rua, agora!

Família Vergara Toledo

Santiago, 30 de janeiro de 2015.

Mais info: https://publicacionrefractario.wordpress.com/

Mais infos sobre o caso de Sol: http://cumplicidade.noblogs.org/?cat=100

This entry was posted in Guerra Social. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *